GainCast#76 - Na rua dos 10 minutos


Nosso convidado é engenheiro mecânico de formação. Inclusive, no mercado financeiro existem muitos engenheiros, será que é pela capacidade de raciocínio rápido, habilidade com cálculos e pensamento lógico? Pode ser, mas a verdade é que ninguém sabe ao certo.


William Marques morou na Alemanha por um ano e meio e teve essa oportunidade de viver fora do país por um tempo, pois trabalhava em uma empresa automotiva e foi transferido para a sede alemã.


Começo na bolsa


Ainda na Alemanha, William separava parte do seu dia para se dedicar aos estudos sobre o mercado financeiro. Com a vantagem do fuso horário, ele ainda conseguia acompanhar boa parte das negociações que estavam ocorrendo aqui no Brasil.


Por ser recém-formado, com pouco capital e pouco tempo disponível, visto que ele ainda trabalhava, William optou seguir pelos caminhos do Swing Trade.


Transição de Carreira


Muitos sonham com essa possibilidade e para William Marques essa foi uma decisão muito simples de tomar. Claro que ele se preparou, aprendeu a operar, atingiu a consistência nas operações e depois migrou de área. Muitos caem no “conto da sereia” que é mais fácil deixar tudo para trás e tentar viver de trading, mas a dura realidade é bem diferente.


Perfil Operacional


William Marques fala a respeito dos perfis operacionais e dá o exemplo de mercados em grandes amplitudes de movimento. Como por exemplo: o Day Trader não consegue “surfar” toda essa movimentação, diferente do Swing Trader, que se posiciona para o médio prazo e busca rentabilidade em maiores oscilações de preço.


Nossos hosts, Roberto Indech e André Moraes abordaram diversos outros assuntos com o nosso convidado. Vale muito a pena conferir cada segundo desse episódio!


Para conferir a conversa completa ouça o episódio 76 do GainCast e acompanhe todos os detalhes desse bate papo.

3 visualizações0 comentário

toda segunda novos episódios