GainCast#37 - Acreditava ser melhor que a média e até criou planilha para ser milionário

Atualizado: Jul 1


Léo sempre foi adepto ao risco antes mesmo de entrar para o mercado financeiro, quando instalava câmeras de segurança nas favelas do Rio.

Hoje em dia, Leo Nonato cria os próprios indicadores de mercado baseados em funções matemáticas. Um convidado especial para falar do assunto do momento: DÓLAR!


Por não querem mais ser CLT, buscou o mercado financeiro em 2015, que foi um momento difícil para a bolsa de valores, com mercados em queda e cenário político incerto.

Léo fala que foi picado pelo mosquito do Day Trade com essa possibilidade de acelerar ganhos e o que ele conseguiu acelerar foi um loss por estar despreparado para enfrentar os movimentos erráticos da bolsa de valores.


Ele sempre se adaptou ao risco e nas operações não seria diferente. Por acreditar que era uma pessoa acima da média, conseguiria fazer coisas que as outras pessoas não fazem. Mas a realidade bateu à porta e o mercado mostrou que é soberano.


"O mercado é uma língua nova"


Léo Nonato Trader, como é conhecido, faz um paralelo interessante sobre o mercado financeiro ser uma língua nova que precisamos aprender. Não adianta fazer um cursinho básico para conseguir ouvir o que o mercado tem a dizer, é necessário paciência, atenção e horas de repetição para conseguir compreender o que o mercado está querendo te dizer. Muitas vezes ele grita para nós informando o que está querendo fazer em seguida, mas se não tivermos atenção e paciência, não conseguiremos ouvir e compreender.


Após receber uma comissão gorda da empresa na qual trabalhava foi com tudo para o mercado e foi engolido pelos players. Travou na operação, fez preço médio e quebrou a

a conta. Em seu maior loss ele perdeu mais dinheiro do que tinha na conta: perdeu tudo e ainda ficou R$ 70.000,00 negativo na corretora.


Risco e retorno


A relação entre risco e retorno é muito importante para que o trader sinta calma quando está operando e consiga manter suas operações. Assim, quando corre o risco de perder uma parte para buscar quatro ou cinco vezes aquele valor, se sentirá muito mais tranquilo, pois a sensação de estar em vantagem é muito grande.


Para finalizar, Léo avisa que pessoas “lambonas”, que não gostam de estudar, não gostam de ler, não gostam de fazer cálculos, não devem entrar para o mercado financeiro, pois é certo que perderão dinheiro e ainda sairão falando mal da Bolsa de Valores. O mercado só “dá” dinheiro para quem está preparado para tirar dinheiro do mercado, então se está com dívidas e precisa tirar o sustento do mercado, ele não é o lugar ideal.


Para conferir a conversa completa ouça o episódio 37 do GainCast e acompanhe todos os detalhes desse bate papo.

1 visualização

toda segunda novos episódios