Atualizado: 14 de Jul de 2020


O carioca Rodrigo Cohen tem 20 anos de experiência com a renda variável, começou comprando ações sem muito critério numa época em que tudo subia. Em 2008, com a crise do subprime, seu patrimônio derreteu. Rodrigo vendeu o que sobrou e colocou na poupança.


Voltando no tempo, seu primeiro trade foi em 2000, quando fez uma compra de opções recomendada pelo seu pai, que também operava. Entre altos e baixos, foi em 2009 que Cohen decidiu deixar sua carreira em Tech e mergulhou de cabeça no mercado. Começou num escritório de Agente Autônomo de Investimentos (AAI) e em alguns anos abriu o seu próprio, credenciado à XP. Até que 2013, decidiu voltar a operar seu capital próprio fulltime. Hoje ele se divide entre ser trader, analista, professor e empreendedor no mercado de capitais.


Cohen brinca que está passando pela crise dos 40 anos, uma fase de reinvenção. Tem feito diversos cursos pelo mundo e voltou a liderar sua sala de trades ao vivo no Youtube, a maior do Brasil. Todos os dias, mais de 6 mil pessoas acompanham suas operações por lá.


Ouça o episódio 34 do GainCast e acompanhe todos os detalhes desse bate papo.

Atualizado: 14 de Jul de 2020


Martini Neto é um jovem engenheiro que potencializou suas habilidades com números e gráficos para aprender sobre o mercado financeiro. Tudo começou quando morava no Canadá e acordava muito cedo para operar na bolsa brasileira.


Seu primeiro contato com a bolsa de valores foi em meados de 2015. Formado em engenharia, ele se mudou para o Canadá para estudar administração. Sua dúvida era o que faria quando voltasse ao Brasil. Orientado pelo seu pai, começou a estudar finanças e se interessou pela bolsa de valores.


A volta para o Brasil


Foi com o livro Se Afastando da Manada, do nosso host André Moraes, que Martini conheceu o mundo da análise técnica. Quando voltou ao Brasil, sua vida era estudar os gráficos pelas plataformas, livros e salas ao vivo. O operacional do Martini é uma mistura de André Moraes com Charlles Nader que também já participou de um dos nossos episódios aqui no GainCast.


Martini acredita que todos que começam a investir na Bolsa devem iniciar suas operações por Swing Trade, onde as tomadas de decisão são mais lentas. Dessa forma, o trader consegue identificar as operações de maneira mais objetiva. Hoje, ele está focado nessa modalidade.


Entre as diversas ferramentas que Martini usa, estão as análises de gráficos mensais, semanais e diários; e tendências do mercado junto dos seus pontos de suportes e resistências. Ele também curte analisar médias móveis, e operar os rompimentos das máximas e mínimas dos candles.


Ouça o episódio 33 do GainCast e acompanhe todos os detalhes desse bate papo.

Atualizado: 14 de Jul de 2020



Fábio Figueiredo, ou Vlad como é mais conhecido, começou sua experiência no mercado financeiro depois de ver uma capa de revista que prometia milhões na bolsa de valores. Pegou suas economias, sua falta de conhecimento na área, um mercado em alta e ganhou muito dinheiro se alavancando da maneira mais arriscada. Mas adivinhe só o que aconteceu depois? Quebrou!


Sem muito dinheiro para começar a operar, optou pelo mercado a termo, que era um dos mercados mais baratos para ingressar na Bolsa de Valores. Operando nesse mercado, Vlad fez com que seus R$ 3.000,00 iniciais se tornassem mais que R$ 100.000,00.

Mas nem tudo são flores e a conta sempre chega quando operamos muito alavancado e sem experiência. E essa conta chegou para o Vlad, em 2007, quando estava posicionado no mercado muito alavancado e viu suas ações desvalorizarem. E seu patrimônio que havia ultrapassado os R$ 100.000,00 chegou a menos de R$ 20.000,00 em pouco tempo.


Estudar para investir melhor


Depois desse episódio traumático, ele decidiu se dedicar aos estudos para evitar outros momentos difíceis. Com fóruns online, Fábio se aventurou no mundo da análise técnica. Ele inclusive brinca que é filho de L&S, fórum do Leandro e do Stormer que conheceu nessa época.


O começo da sua jornada foi difícil pela falta de conteúdos disponíveis. Hoje, é o contrário que atrapalha: o excesso de conteúdos ruins dificulta a vida dos investidores iniciantes, não é fácil separar o joio do trigo. E nessa jornada muitos acabam perdendo dinheiro.


Diversificar é importante


Segundo Vlad, o trader deve diversificar. Mas o que seria essa “diversificação”? Usar estratégias e tempos operacionais complementares, como Swing Trade e Day Trade. Sempre buscando surfar as tendências, independentemente de cenários de alta ou de baixa. Ele opera em diversos mercados como ações e opções, operando volatilidades.


Em 2009, seu kick-off profissional no mercado, ele operou de todas as formas possíveis. Diferentes ativos, diferentes técnicas para identificar qual era seu perfil e com quais ferramentas conseguiria ter um desempenho mais eficaz. Por seis anos ele não ganhou dinheiro, foi um período para se descobrir como trader e como operador. E essa fase foi extremamente importante na sua formação.


Vlad ressalta que no período de aprendizado é importante o gerenciamento de risco para que as pessoas consigam sair no zero a zero ou perdendo o mínimo possível. Assim, os traders não se traumatizarão enquanto atravessam esse período de incertezas.


Como mensagem final, Vlad lembra que erros sempre existirão. Mas com o passar do tempo se aprende a lidar com eles e mesmo que eles doam, não matam. Por isso, é necessário aprender a diversificar desde o início da sua jornada como trader. Dessa forma é possível mitigar os riscos de estar exposto às variações do mercado financeiro.


Ouça o episódio 32 do GainCast e acompanhe todos os detalhes desse bate papo.


toda segunda novos episódios