Ricardo Leonardo, mais conhecido como Zé, foi o nosso convidado no GainCast#88. Procurador municipal, ele utiliza o Day Trade como fonte de renda extra. Assim, consegue rentabilizar seu capital e aumentar seus lucros.


Início como trader


Foi seu irmão mais velho que apresentou o mercado de trading para ele. Na época, Ricardo havia assumido o cargo de procurador municipal e seu objetivo era seguir carreira na área. Mas como as pessoas dizem: “Quando o mosquito do mercado financeiro te pica nunca mais você consegue esquecer”. E foi isso que aconteceu. Fascinado pela oportunidade de liberdade financeira e também geográfica, ele começou a se dedicar cada vez mais ao trading.


Full Trader


Para os que não sabem, além de trader autônomo, nosso convidado também foi um dos tutores do Full Trader, que é um curso de educação executiva, voltado para a formação de traders. Esse curso foi idealizado para ser uma jornada de evolução dos traders iniciantes ao patamar de traders profissionais, onde eles terão os conhecimentos necessários para tomarem suas próprias decisões de forma autônoma, isto é, sem dependerem de terceiros.


Mesclando as análises


Ricardo é adepto da mescla das escolas de análises. Dessa forma, ele consegue extrair o melhor que cada uma pode oferecer. Nesse sentido, ele utiliza a análise técnica para encontrar pontos de inflexão no mercado, assim como regiões de suportes e resistências onde o mercado tem uma grande probabilidade de respeitar e, com o Tape Reading, busca entender o fluxo do momento para refinar suas entradas, aumento de posição e também a saída das operações.


Quer ouvir esse podcast na íntegra?


Nossos hosts, Roberto Indech e André Moraes abordaram diversos outros assuntos com o convidado. Vale muito a pena conferir cada segundo desse episódio!


Para conferir a conversa completa ouça o episódio 88 do GainCast e acompanhe todos os detalhes desse bate papo.


Christian Lupinacci ou CSL para os mais chegados, é mais um dos diversos engenheiros que trocaram a antiga profissão para se dedicar ao mercado financeiro. Nosso convidado é trader, foi analista, gosta de fundamentos e análise técnica.


Início na Bolsa de Valores


CSL começou sua trajetória no mercado financeiro como trader autônomo, ou seja, ele operava seu próprio capital na Bolsa de Valores. Por ter um perfil de buscar a evolução através dos estudos, se tornou analista no Portal do Trader – e também teve passagem por outras corretoras e casas de research.


Atualmente, trabalha em um fundo quant e não liga muito para quem gosta de mimimi no mercado financeiro. Opera muitos ativos e confia nos números para fazer suas entradas e saídas de posições.


O que faz um trader quant?


Segundo nosso convidado, o trader ou analista que utiliza ferramentas quantitativas, busca sistematizar qualquer tipo de análise em qualquer ativo. Basicamente, ele vai definir regras que deverão ser seguidas, caso aconteça determinado movimento no ativo operado.

Carteira do CSL


CSL foi por muito tempo analista técnico: ele utilizava a análise dos gráficos para tomar suas decisões. Mas com o passar dos últimos anos, ele migrou praticamente toda a sua tomada de decisão para modelos quantitativos.


Quer ouvir esse podcast na íntegra?


Nossos hosts, Roberto Indech e André Moraes abordaram diversos outros assuntos com o convidado. Vale muito a pena conferir cada segundo desse episódio!


Para conferir a conversa completa ouça o episódio 87 do GainCast e acompanhe todos os detalhes desse bate papo.


Kel Gravina tem uma história muito diferente das que já ouvimos aqui no podcast. Por conta de um erro médico, ela teve diversas complicações de saúde e desenvolveu síndrome do pânico. Por recomendação médica, não podia ficar desocupada. Então, buscou diversos cursos em várias áreas para se manter ocupada e por conta disso, começou aprender sobre mercado financeiro.


Primeiros Passos


Nossa convidada comentou que gosta muito de agitação e por isso começou fazendo Day Trade, principalmente porque é uma das portas de entrada para as pessoas físicas, mas também pelo dinamismo que essa modalidade tem por natureza, visto que é necessário ser muito ágil para tomar decisões de compra e venda no intraday.


Uma peculiaridade é que Kel fazia Day Trade em ações e, pelos movimentos serem mais lentos, muitas operações viravam Swing Trade. Mas comentou que faz operações de Day Trade no índice quando busca por alguma agitação. Todavia, tem buscado cada vez mais operações de Swing Trade, pois é onde estão seus maiores ganhos e consistência.


Simulador x Conta Real


Nossa convidada falou que no simulador cometeu o mesmo erro de muitos: não respeitava seu gerenciamento de risco, seu tamanho de posição e nem suas estratégias. Foi aí que recebeu a instrução de utilizar a conta simulada da mesma forma que utilizaria a conta real.. Fazendo isso, foi muito mais fácil para Kel fazer a transição entre operar o dinheiro fictício para operar seu próprio capital na bolsa de valores.


Quer ouvir esse podcast na íntegra?


Nossas apresentadoras, Bea Aguillar e Martha Matsumura abordaram diversos outros assuntos com o convidado. Vale muito a pena conferir cada segundo desse episódio!


Para conferir a conversa completa ouça o episódio 06 do GainDelas e acompanhe todos os detalhes desse bate papo.

toda segunda novos episódios